13 de jun de 2007

de viagens a terras distantes, de polícia ambiental a carpas mutantes

Demorei mas até que enfim consegui postar novamente neste blog.
Pode-se dizer que o feriadão foi muito legal viajei para Guarapuava, eu André e Scrat. Não necessariamente nesta ordem. Como já havia comentando no post anterior, essa foi uma viagem para dentro de mim mesmo.


Procurando aquela conexão a muito perdida, tentando achar motivos para aquilo que não tem motivo. Enfim foi um movimento deverás benéfico a minha pessoa. Mais importante ainda foi constatar que Guarapuava não mudou muito, alias nunca muda, as pessoas mudam mas a cidade em si não.

Não posso deixar de comentar aqui um fato muito estranho. A terrível história do peixe que foi interrogado. Estávamos eu André, Scrat e Jessica (minha mana) tomando uma cerveja e pasmem comendo uma coxinha (que de tão pequena dava dó de ser comida) num parque da cidade.
Notem na foto abaixo a grafia, a leveza com que a guloseima foi anunciada, já devia ter adivinhado que nessa"cochinha" tinha carne moída....




Voltando ao assunto o parque é mais conhecido como "parque do lago" não me perguntem o nome do lago, pois é conhecido por esse nome. Quando noto uma agitação nas redondezas um aglomerado de gente e um garoto sai de dentro do lago com um peixe a tiracolo. Segue as fotos da façanha abaixo.

Notem que:

1) É proibido a pesca!2) Milagrosamente o peixe que saiu de dentro do lago vestia a camisa do Brasil... era uma carpa..
3) Ele era muito tímido pois não mostrou a cara para a camera...
4) Cada vez eu fico mais pasmo, com a eficiência da polícia brasileira, surgiram em instantes.
Resolveram levar a carpa para interrogatório. O que seriamos de nós sem a Força Verde.
5) Bom quanto ao garoto "que realmente pescou a carpa" esse nunca mais a viu, segundo o policial ia ser doada para "instituição de caridade", e macaco gosta de banana bonita...

1 comentários:

Alessandro disse...

uhauhauha que agito!!
bjs

Related Posts with Thumbnails