24 de ago de 2009

Solidão...



Desperdício

Solidão, não te mereço,
pois que te consumo em vão.
Sabendo-te embora o preço,
calco teu ouro no chão.

Carlos Drummond de Andrade, in 'Viola de Bolso'

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails