27 de fev de 2010

100 anos de solidão...

Assim é como me sinto. Amanhã será outro dia de perda. Como no livro de Gabriel García Marques em que as histórias se repetem, apesar do passar dos anos é assim que acontece na minha vida. Estamos fadados a perda e a dor por mais resistentes que possamos ser. Pela minha vida já passaram muitas pessoas, das quais eu fui muito amigo e que sumiram. Morreram? estão vivas? constituiram família? quem sabe, por onde andam. Ficar distante de quem a gente gosta é muito complicado. Dizer adeus é muito complicado. Tentar manter laços e cultivar as amizades mais complicado ainda. Espero e peço que consiga manter todos os amigos por perto ou pelo menos perto do coração.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails